22ago
Por: Brasil de Joelhos Postado: agosto 22, 2017 Em: Blog Hudson Medeiros Comentários: 0

Um despertar tanto para a santidade como para a justiça está varrendo nossa nação. Profetas como Daniel, em influência, intercessão e autoridade estão surgindo deste movimento da glória de Deus, pessoas que estão sem medo, agindo como reformadores em posições legislativas, jurídicas e governamentais.

O trabalho fundamental de saneamento de maus hábitos perversos e costumes da vida pública brasileira, tem que ser estritamente fiel às leis e ao decoro, ou seja, a uma conduta exemplar, acima dos arranjos e subterfúgios transformados em padrões. Um judiciário, que ressurge das amarras da escravidão da justiça comprometida politicamente, poderá ser instrumento para a plena realização do pacto social que estabelece a relação entre governantes e governados, de maneira que o interesse coletivo prevaleça sobre os interesses particulares e classistas. Nossa ferida Constituição, nosso documento governamental maior, deve ser defendida, preservada e seguida.

A verdade deve revelar a realidade, resistindo e combatendo tantas mentiras, liberadas por todos os meios, para entorpecer a mente dos cidadãos para que eles percebam tudo com os óculos do humanismo, do socialismo e outros “ismos” que não oferecem uma resposta satisfatória ao problema do homem e da vida em sociedade. Diante disso, entendo, que mesmo que O rejeitem por um momento, Jesus Cristo é o único líder governamental, cuja verdade não pode ser anulada e Nele residem as respostas fundamentais para o homem e para a sociedade.

Nossas orações e argumentos junto à sociedade devem ter como foco, que o poder das Casas de Leis e dos governos sejam livres da influência do poder econômico, que agem através de grandes empresas e de investidores. É necessário que as leis sejam criadas a partir de princípios de justiça e equidade. Homens públicos e instituições partidárias, aprisionadas e corrompidas, precisam reconhecer essa falência para que haja um recomeço baseado na verdade. É hora de uma mudança urgente na mente, de um retorno à moral e à boa consciência, para que a esperança seja vista sobre as próximas gerações e sobre o futuro desta nação.

Um despertar tanto para a santidade como para a justiça está varrendo nossa nação.

O financiamento de campanhas precisa de estratégias que mantenham o processo político justo e marcado por princípios democráticos, mantendo o parlamentar livre para atuar conforme sua consciência e o interesse público. Essa é a verdade desejável para a prática política de uma nação séria, que honra a moral e a vida. Daí surgem algumas questões para reflexão e ações decorrentes: Como homens sérios, com preparo e chamado para essas áreas podem exercer sua vocação com instrumentos e práticas legais, que o permitam acessar os lugares de governo? Como pessoas comuns, pessoas de influência, pequenos e grandes empresários, de boa moral e consciência, podem identificar e levantar recursos para investir em gestores com esse perfil? De que maneira cidades e regiões podem se mobilizar para catalisar esforços e recursos para que isso aconteça?

Precisamos de homens com vocação dada por Deus para isso, agindo como reformadores em lugares de governo e leis. Eles precisam de equipes sérias, profissionais competentes e servidores aprovados, pessoas de influência em diversas áreas que se juntarão nas causas e mobilizações por direitos e deveres nacionais e internacionais, conscientizando a sociedade quanto as responsabilidades por jurar a constituição e se comprometer com ela. Eles precisam da moral e ética da Igreja de Cristo, da sua busca pela semelhança de Cristo, que atua com esses valores, que ora e mobiliza oração, buscando estar do lado de Deus em cada causa.

Portanto, acredito seguramente, que é possível governar, legislar e julgar a partir da inspiração e do poder do Espírito Santo de Deus, dos princípios normativos do Seu Reino, que estão expostos claramente em sua Palavra e podem ser acessados por todos os homens nos dias de hoje. No entanto, homens com essa maturidade precisam do auxílio de uma igreja madura e comprometida com as causas de Jesus na Terra, que serve a nação e ao propósito de Deus para ela. Isso significa, que esta igreja não atua buscando seu próprio interesse, mas o de Deus. Dessa forma a história que se construirá terá como foco a redenção e seu impacto transformador poderá ser visto por muitos anos e por muitas gerações.

Por Hudson Medeiros.

Trackback URL: http://brasildejoelhos.org/bj/governando-com-a-verdade/trackback/