14dez
Por: Brasil de Joelhos Postado: dezembro 14, 2017 Em: Artigo, Recursos Comentários: 0

Este é post 3 de 4 da série “macho e fêmea” – Por Darrow Miller

Realmente homens e mulheres são profundamente diferentes, como vemos tão claramente no segundo post desta série de quatro partes.

Homens e mulheres têm hormônios diferentes

Os hormônios podem ser chamados de “comunicadores” do corpo. Eles permitem a interação entre os sistemas de órgãos e tecidos corporais, ajudando a regular nossa fisiologia e comportamento.

Dois dos principais hormônios relacionados à sexualidade humana são a testosterona e o estrogênio. A testosterona conduz o corpo masculino enquanto o estrogênio direciona o desenvolvimento e a atividade feminina. Johnson explica:

Os machos começam a produzir testosterona gonadal por volta da sexta ou sétima semana de gestação. Isso tem um efeito imediato em todos os sistemas de órgãos, de modo que a freqüência cardíaca, a freqüência respiratória, a contagem de glóbulos vermelhos e a estrutura do cérebro já são sexualmente divergentes no nascimento. O nível de testosterona masculina é de duas a três vezes maior que a da mulher até a puberdade, altura em que se torna, em média, quinze vezes maior do que a de uma fêmea. As fêmeas produzem cerca de duas vezes o estrogênio dos machos antes da puberdade e de oito a dez vezes o estrogênio após a puberdade.

Não só a anatomia masculina e feminina é diferente, os comunicadores invisíveis da sexualidade humana são radicalmente diferentes. Essas diferenças hormonais influenciam as distinções sexuais em todos os sistemas de órgãos do corpo.

Sistema nervoso periférico

O sistema nervoso é dividido em duas partes. O sistema nervoso central, composto do cérebro, da coluna vertebral e do sistema nervoso periférico que liga os membros e os órgãos ao sistema nervoso central, transmitindo informações como visão, audição, tato, paladar e olfato. Johnson afirma que a mulher típica tem “a percepção do tato mais aguçada”, mas isso não é tudo.

Homens e mulheres são diferentes na maneira como eles se relacionam com as crianças. As mulheres, da mesma forma, têm uma percepção mais aguda na audição, olfato e paladar. Tem-se argumentado que as mulheres são geralmente mais perceptivas e conscientes do contexto. … Tal sistema proporcionaria às mulheres uma vantagem na assistência à infância e na interação social.

Quando Marilyn e eu estávamos cuidando de crianças pequenas, ela inevitavelmente ouvia as crianças a noite antes de mim. Talvez eu desatentasse da necessidade de uma criança enquanto ela percebia a necessidade e respondia rapidamente. Grande parte disso foi o trabalho natural do aguçado sistema nervoso periférico de Marilyn.

Sistema límbico

Johnson escreve sobre o sistema límbico, o lugar das emoções e da energia.

Os limiares para definir as respostas no sistema límbico diferem entre machos e fêmeas.

A agressão materna [é] descrita como mulheres respondendo a um perigo ou dano iminente à sua prole … Esta resposta … é particularmente forte durante a lactação … Também pode facilitar instintos e vínculos maternos. Isso pode explicar por que as mães são muitas vezes mais protetoras e agressivas ao intervir em nome da criança do que os pais. Os gritos do bebê desencadeiam respostas involuntárias na mãe, como secreção de oxitocina, erecção de mamilo e dilatação pupilar. Não há tais respostas nos machos, e a ligação masculina provavelmente é uma resposta aprendida.

A ex-governadora do Alasca, Sarah Palin, caracterizou a resposta materna como “a mãe parda”.

O artigo do Dr. Johnson, “A base biológica para comportamento específico do gênero”, está disponível aqui.

O cérebro, diferente em homens e mulheres

O cérebro é outro órgão que revela distinções significativas entre mulheres e homens.

O Dr. Larry Summers, presidente da Universidade de Harvard, foi forçado a renunciar depois de fazer observações inócuas sobre esse assunto em uma conferência privada. Ele argumentou que os garotos superam as meninas nas notas de ciências e matemática do ensino médio devido a diferenças genéticas. “A pesquisa em genética comportamental mostra que, coisas que as pessoas anteriormente atribuíam à socialização não tem ligação à socialização no fim das contas”, contou ao Boston Globe. Essas observações tornaram-se o catalisador para a sua demissão. Seus comentários eram politicamente incorretos, porém precisos.

Bruce Goldman, científico da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, escreve sobre as descobertas de distintas funções cerebrais entre homens e mulheres.

Mas ao longo dos últimos 15 anos, houve uma mudança de mares, uma vez que as novas tecnologias geraram uma crescente evidência de que há diferenças inerentes na forma como os cérebros dos homens e das mulheres estão conectados e de como eles funcionam.

Ele então dá exemplos:

As mulheres se destacam em varias maneiras na habilidade verbal – praticamente todas elas, exceto por analogias verbais. Em média, a compreensão da leitura e a capacidade de escrita das mulheres superam consistentemente a dos homens. Elas superam os homens em testes de coordenação motora fina e velocidade perceptiva. Elas são mais aptas a recuperar informações da memória de longo prazo.

Os homens, em média, podem manipular mais facilmente itens na memória de trabalho. Eles têm habilidades visuoespaciais superiores: são melhores em visualizar o que acontece quando uma forma complicada com duas ou três dimensões é girada no espaço, na determinação correta de ângulos na horizontal, no rastreamento de objetos em movimento e na mira de projéteis.

O cérebro é um órgão tipificado pelo sexo

Goldman diz: “A literatura sobre neurociências mostra que o cérebro humano é um órgão tipificado pelo sexo com diferenças anatômicas distintas nas estruturas neurais e diferenças fisiológicas que acompanham a função”.

aqui para ler o artigo de Goldman em inglês.

Parte da distinção entre os cérebros dos homens e das mulheres é a questão da “matéria branca” e da “matéria cinzenta”. A matéria-branca é usada para integrar e assimilar informações. As mulheres geralmente têm 10 vezes mais matéria branca do que os homens. A matéria cinzenta, por outro lado, é usada para processamento de informações, como no processo racional usado em matemática e ciência. Geralmente, os homens têm 6,5 vezes mais matéria cinzenta do que as mulheres. Neuroimagem revela essas distinções.

Cada sexo tem sua própria maneira de conhecimento. O conhecimento feminino tende a vir mais através de meios artísticos, através da internalização, foca no propósito e na intuição. O conhecimento masculino, por outro lado, geralmente é orientado para dimensões científicas, externalização e um foco em fatos e razões.

Estas duas formas de saber são igualmente válidas, bem como complementares. Juntos, eles conduzem a uma compreensão abrangente e de integração. Elimine ou diminua um ou outro e o todo será enfraquecido. Mais uma vez, estes padrões não são absolutos. Os homens são capazes de intuição, embora eles sejam tipicamente dotados de raciocínio. As mulheres são capazes de raciocinar embora se inclinem a usar a intuição.

As tentativas de alterar o gênero são uma fúria contra a realidade concedida

Em resumo, nossa sexualidade humana está enraizada na realidade, design e propósito. As diferenças entre mulheres e homens são reais, não ilusórias, são abrangentes e não triviais, complementares e não competitivas. Eles não devem ficar sozinhos.

Defender a mudança de gênero e a cirurgia transgênero é irromper contra a realidade e perder a maravilha da nossa identidade e finalidade sexual como homem e mulher. A cirurgia transgênero não pode mudar sua identidade sexual, só pode desfigurar ou remover os órgãos sexuais. Aqueles que defendem essas coisas trocam a maravilha e profundidade da sexualidade humana por uma visão “plana de terra” de gênero.

O Dr. Wayne Grudem fala da maravilha de nossa existência complementar como homens e mulheres:

Desde o princípio, Deus criou a nossa sexualidade para refletir a unidade, as diferenças e a beleza ao mesmo tempo. Como marido e esposa, somos mais atraídos pelas partes umas das outras que são as mais diferentes. Nossa união mais profunda – união física, emocional e espiritual – vem ao ponto em que somos mais diferentes.

Deixe-nos apreciar e celebrar as diferenças entre homens e mulheres. Nossas naturezas complementares prevêem uma vida gloriosa. As distinções manifestadas no princípio fundamental da individualidade são gloriosas na medida em que estabelecem a singularidade absoluta de cada indivíduo, para o papel único a ser desempenhado no desenrolar dos propósitos eternos de Deus.

Por Darrow Miller

Tradução livre por Brasil de Joelhos
Fonte: http://darrowmillerandfriends.com/2017/12/11/men-and-women-mars-and-venus/

Trackback URL: http://brasildejoelhos.org/bj/homens-e-mulheres-marte-e-venus/trackback/