07dez
Por: Brasil de Joelhos Postado: dezembro 07, 2017 Em: Artigo, Recursos Comentários: 0

Este é post 2 de 4 da série “macho e fêmea” – Por Darrow Miller

  • Tudo é binário… Especialmente os Humanos!
  • Macho e Fêmea: A Beleza da Sexualidade Humana
  • Sexualidade Humana, Semelhante e Diferente
  • Homens e Mulheres, Marte e Vênus!

Macho e fêmea são um projeto da criação, mas essa verdade está sob um ataque global. A revolta transgênero está incentivando crianças e jovens a negar a realidade do seu sexo. Crianças com três anos de idade estão buscando mudança de sexo e iniciando terapia com hormônio. Na Inglaterra, o número de crianças buscando a mudança de sexo aumentou em 400% nos últimos cinco anos.

Um Australiano de quatorze anos de idade, transgênero menino-para-menina, decidiu que ele realmente é um rapaz afinal e quer reverter para seu sexo de nascimento. Patrick Mitchell começou sua transição para fêmea quando tinha doze anos depois de um diagnóstico “profissional” de disforia de Gênero. Para ver um pouco de sua história assista o vídeo abaixo. (Se não conseguiu ver o vídeo clique aqui.)

O que é acontecendo? São crianças tomando estas decisões, ou são escolhas de seus pais e/ou dessa poderosa indústria transgênero? Quando adultos tomam tal horrível decisão para si mesmos, é uma trágica loucura. Quando adultos e instituições empurram esta farsa para crianças é um ultraje e um crime.

Desde o ponto de concepção, sua singularidade é estabelecida por seu código genético. E sua sexualidade é determinada na primeira linha desse código. Antes que seus genes determinem se você vai ser baixo ou alto; cabelo liso ou encaracolado; loiro, moreno ou ruivo; gênio ou inteligência média; curioso ou indiferente; ágio ou lento; atrevido ou tímido … sua sexualidade, masculino ou feminino, já havia sido fixada. Esta distinção sexual é semeada na concepção, desenvolvida na gestação, e apresentada no nascimento.

Macho e Fêmea são ideia de Deus

Desde o início da corrida humana, nossa sexualidade tem sido definida pela biologia. Ou seja, pela realidade objetiva. Hoje, o gênero é definido por uma falsa narrativa que tem descartado a realidade e abraçado a loucura. Embora ativistas do movimento trans gostem que acreditemos que eles estão promovendo o progresso, está mais para regresso. Eles abandonaram a maravilha e a beleza da sexualidade humana por uma visão “terra plana” de Gênero.

Os movimentos de identidade de gênero e LGBTQ estão aí para esmagar o conceito da sexualidade humana e a formação de famílias. Eles estão rejeitando a realidade óbvia e criando mundos perigosos de ilusão.

Sexualidade humana foi estabelecida pelo Criador. Mas estes movimentos negam a Deus completamente, ou tentam conduzir Ele em praça pública para destruir a identidade sexual e a formação de famílias.

Esta agenda funciona contrária a história humana de macho e fêmea. Só uma poderosa arrogância poderia falhar em ser sóbria em frente a esse fato.

Mas, longe de ignorar a história, o movimento trans também viola a ciência estabelecida. Nossa identidade sexual como macho ou fêmea é real. Esta identidade carrega um profundo significado e várias implicações. As distinções entre macho e fêmea são óbvios no exterior, e evidentes no interior, do corpo humano. Estas distinções confirmam o Designer que nos fez macho e fêmea para o propósito expresso de criar nova vida e formar famílias, o alicerce das sociedades humanas.

De fato, você poderia argumentar que nossa sexualidade humana de fêmea e macho é a manifestação do transcendente feminino e masculino. Mas esta é uma observação para outro artigo.

Cirurgia transgênero pode mudar a aparência externa, mas não transformar um macho em fêmea, ou vice-versa.

Considere a história de Walt Heyer. O sr. Heyer, nasceu macho, “transicionou” para fêmea, e então voltou para macho. Heyer tem escrito profundos textos sobre o erro que ele e outros indivíduos identificados como transgênero teriam feito.

Debaixo de todos os procedimentos cosméticos, treinamento vocal, e crescimento ou remoção cabelo está uma realidade física. Biologicamente, a pessoa não mudou de um homem para mulher ou vice-versa … Sexo é um fato indelével da biologia de uma pessoa. Especificamente descreve uma maquiagem biológica com respeito a sua organização para reprodução … Um homem pode mutilar seu corpo, mas ele nunca poderá transformá-lo para ser organizado como fêmea – e vice-versa para uma mulher.

Cirurgia transgênero é mutilação

Heyer usa linguagem forte: Cirurgia transgênero é um “procedimento cosmético. ” É superficial ao invés de fundamental. É semelhante a outra cirurgia cosmética, uma cirurgia plástica, que é feita para manter uma aparência de juventude, mas que não vai mudar ali a idade real, claro. (É o “transage” – pessoa que não aceita sua idade – a próxima fronteira da falsa identidade baseada na escultura corporal artificial? “Eu tinha 60, mas agora tenho 40. “)

A cirurgia transgênero é mutilação do corpo. No Oeste dos EUA nós criticamos com razão a mutilação genital feminina amplamente praticada no norte e centro da África, geralmente em comunidades muçulmanas. Agora, o Oeste promove mutilação genital. Nós só chamamos de cirurgia transgênero. E nós a fazemos com nossa juventude com menos de dezoito anos de idade.

Cortando fora partes do corpo não alteram a biologia. Partes externas do corpo como os seios ou o pênis não determinam nossa sexualidade. Nossa sexualidade está incorporada ao nosso código genético. Todos os sistemas do corpo humano refletem este código: o sistema límbico, músculos e esqueleto, hormônios, sistema nervoso, e o cérebro.

Lawrence S. Meyer e Paul R. McHugh, psiquiatras da Universidade Johns Hopkins, escreveram sem equívoco: “Na biologia, um organismo é macho ou fêmea se for estruturado para executar um dos respectivos papéis na reprodução.”

Há um propósito para nossa biologia. Nós somos projetados fêmea e macho para executar um propósito, para carregar uma função, que é a procriação. Este propósito é visto tanto em nosso propósito como em nossa função. Alterações cosméticas não alteram sua identidade sexual. Ativistas Trans/LGBTQ, bem como a simpática mídia, estão usando uma linguagem ilusória. É uma ilusão acreditar que cirurgia cosmética vai alterar a natureza de uma pessoa.

Nossa natureza sexual é enraizada na biologia

É especialmente trágico para jovens crianças que sua confusão sexual esteja aumentando promovida pela cultura pós-moderna. A indústria da mudança de sexo, o sistema escolar, e até pais mal orientados—incluindo aqueles que acredito estejam buscando o melhor para as suas crianças—estão promovendo transtornos nas vidas de indivíduos e comunidades.

Heyer menciona Rene Jax que também transicionou de macho para fêmea e então voltou para macho.

Jax e eu tivemos experiências semelhantes. Nós dois fomos aprovados para hormônios e cirurgia para resolver nossa disforia de gênero, e depois de seguir o regime completo, medicamente prescrito, de hormônios e cirurgia genitália, e vivendo como mulheres, nós dois chegamos as mesmas conclusões:

  • Cirurgia de mudança de gênero foi uma mutilação destrutiva do corpo e um desperdício de tempo e dinheiro.
  • Após a certificação médica de mudança de gênero, a vida não melhorou.
  • Disforia de gênero, esta sensação de mal-estar com um gênero, persistiu, e não foi aliviado como prometido.

Porque isto? Porque nossa natureza sexual não é uma questão de escolha; ela é enraizada na biologia. Deus fez eles – macho e fêmea.

Dr. Miroslav Djordjevic, um dos pioneiros e líderes mundiais em cirurgia de reconstrução genital, relata que mais e mais pessoas que tiveram a cirurgia de “mudança de sexo” estão experimentando um “agudo sentimento de arrependimento” e relatando “devastadores níveis de depressão.” As pessoas estão vindo para o Dr. Djordjevic de todas as partes do mundo para explorar a possibilidade de uma cirurgia de reversão para o retorno do seu sexo de nascimento. Estes homens e mulheres tem sido confrontados com a realidade da sexualidade humana. Suas histórias ainda não são ouvidas, porque o lobby transgênero está esmagando estas histórias. Porque? Porque elas não se encaixam na gloriosa narrativa transgênero. A pesquisa do crescimento no movimento de “destransição” é suprimida por ser politicamente incorreta.

Mulheres e homens são, por propósito e função, fundamentalmente diferentes e ainda sim profundamente complementares no cumprimento do seu propósito. Que nos leva a duas perguntas: Como mulheres e homens são o mesmo? Como eles são diferentes?

Por Darrow Miller

… continua

Fonte: http://darrowmillerandfriends.com/2017/11/27/male-female-difference-matters/#respond

Trackback URL: http://brasildejoelhos.org/bj/macho-e-femea-a-beleza-da-sexualidade-humana/trackback/