25mar
Por: Brasil de Joelhos Postado: março 25, 2016 Em: Blog Hudson Medeiros, painel2 Comentários: 0

O tempo de repouso sobre seus inimigos na terra de nossa herança chegou sobre o Brasil. Chegou um tempo aonde a Igreja pode mudar o destino da nação removendo leis e quebrando a cultura da manipulação, trazendo a cultura do Reino de Deus de uma forma mais profunda e manifestando transformação nas áreas de influência.

Uma oportunidade que veio quando ninguém contava, como vinda de Deus para a Igreja brasileira se posicionar e manifestar a santidade de Deus na área de influência de governo e leis.

Não se trata de uma candidatura à presidência somente, mas de cargos públicos em diversos níveis, municipais, estaduais e federais exercidos por cristãos verdadeiros que podem manifestar os princípios e valores do Reino de Deus levando a nação a um nível mais profundo de transformação.

1 – O PLANO DO INIMIGO CONTRA O POVO DE DEUS

Ester 3:7 – “No primeiro mês do décimo segundo ano do reinado do rei Assuero, Xerxes, no mês de Nissan ou Abibe, aproximadamente entre março e abril, lançaram Pur, isto é, Sorte, diante de Hamã, com o objetivo de escolher um dia e um mês propício para executar o plano do extermínio, e o Purin o décimo segundo mês, o mês de Adar, entre fevereiro e março”.

Existem projetos políticos, religiosos e sociais para acabar com a presença cristã na nação, enfraquecendo-a, desmoralizando-a, corrompendo-a ao nível de descredibilidade completa, como tem feito em outras nações.

  • Ore cancelando estes projetos. Ore para que as ferramentas da mentalidade ateísta, materialista, socialista, comunista, anarquista, que tem sido usadas para corromper até mesmo os cristãos, sejam destruídas em o Nome de Jesus.

O ódio de Hamã contra Mordecai — apesar de ele ser considerado o inimigo dos judeus — neste texto mostra que era por causa da resistência que Mordecai fazia as leis que eram contrárias as leis de Deus. Quando resistimos as leis contrárias, somos alvo da ira das trevas e eles podem armar planos para nos destruir.

  • Leia Ezequiel 3:8 e 9 — “Eis que fiz duro o teu rosto contra o rosto deles e dura a tua fronte, contra a sua fronte. Fiz a tua fronte como o diamante, mais dura do que a pederneira; não os temas, pois, nem te assustes com o seu rosto, porque são casa rebelde” — Ore para que o Senhor levante no meio político homens e mulheres de Deus que vão resistir as leis que são contra a vida e a família.

Existia um conselho dos ímpios. Hamã se encontrava com sua mulher e os amigos íntimos e juntos tramavam contra os judeus.

  • Provérbios 21:30 – “Não há sabedoria nem inteligência, nem mesmo conselho  contra o SENHOR”. Declare: os conselhos dos ímpios fracassarão e os planos arquitetados a partir destes conselhos serão frustrados.

2 – CONHECENDO O INIMIGO DO POVO DE DEUS

Ester 9:24 — “Porque Hamã, filho de Hamedata, o agagita, inimigo de todos os judeus, tinha intentado destruir os judeus, e tinha lançado Pur, isto é, a sorte, para os assolar e destruir” — Lançou sorte, maldição para assolar e destruir o povo de Deus.

  • Ore para que as obras de satanás que foram contratadas sejam canceladas sobre a nação brasileira: toda forma de feitiçaria e bruxaria (com seus livros e manuais); toda forma de “ler”sorte, ver o futuro, a cartomancia (com seus livros e manuais); todo ensino e método utilizando o hipnotismo, magnetismo para tratamento de sonambulismo, enriquecimento, desmanchar e arranjar casamentos, etc. 
  • DECRETAMOS: Contra o povo de Deus não vale encantamento.

Números 23:7 e 8 Então proferiu a sua parábola, e disse: De Arã, me mandou trazer Balaque, rei dos moabitas, das montanhas do oriente, dizendo: Vem, amaldiçoa-me a Jacó; e vem, denuncia a Israel. Como amaldiçoarei o que Deus não amaldiçoa? E como denunciarei, quando o Senhor não denuncia?  Pois contra Jacó não vale encantamento, nem adivinhação contra Israel; neste tempo se dirá de Jacó e de Israel: Que coisas Deus tem realizado!”.

HAMÃ E OS AMALEQUITAS – Inimigos do povo de Deus

  • Hamã, conselheiro do rei, era agagita (Ester 3:1 a 10; 8:3 a 5). Significa que Hamã era amalequita, porque Agague (de onde vem o termo agagita) era rei dos amalequita (1 Samuel 15:8).
  • Amaleque era o neto de Esaú (Gênesis 36:12) e exterminou todos os habitantes da área compreendida entre a península do Sinai e o deserto de Neguebe. Os amalequitas foram os primeiros a atacar Israel depois do Êxodo, em Refidim. Desde então, todas as ocorrências de ataques amalequitas na Bíblia sempre são tentativas de se exterminar o povo de Deus.
  • Em Êxodo 17:16, o Senhor faz uma importante revelação ao Seu povo. Ele diz: “E disse: Porquanto jurou o Senhor que ele fará guerra contra Amaleque de geração em geração”.
  • A iniquidade dos amalequitas era tanta que o Senhor chegou a mandar que Saul os exterminasse por completo (1 Samuel 15:2 e 3). Porém, Saul desobedeceu.
  • Historicamente, o povo amalequita foi exterminado somente no século 8 a.C. (1 Crônicas 4:43). Mas o espírito amalequita permaneceu ao longo da história (até os nossos dias), cumprindo o que o Senhor disse em Êxodo 17:16.

3 – A ARMA SECRETA DE DEUS

Hoje Deus levanta a Igreja como Sua arma secreta para trazer os propósitos do Seu governo à nação brasileira.

Deus levantou Ester. Um dos significados do nome Ester é escondida. Ela era a arma secreta de Deus. E com isso o inimigo não contava. Ester era intercessora. Ao saber do edito de Hamã, jejuou e orou por três dias. Comunicou-se com Mordecai, que levou todo o povo de Deus a fazer o mesmo. Intercederam, jejuaram e finalmente Hamã foi desmascarado e morto em sua própria forca.

  • Como Igreja precisamos ver a necessidade de arrependimento dos nossos pecados, buscar a mudança verdadeira nos pensamentos, emoções e vontade quanto aos pecados diversos que nos assolam, para que cada cristão, onde estiver, possa ser usado como arma secreta do Senhor.
  • Hamã havia proclamado a lei contra os  judeus e selado com o anel do rei, mas ainda assim, no final, atendendo ao pedido de Ester, o rei Assuero alterou e revogou esta lei e garantiu a vida aos judeus (Ester 8:5). Existem leis que já foram promulgadas, mas cremos que podemos interceder junto ao Rei para que elas sejam revogadas. Que o Senhor dê sabedoria aos homens e mulheres das Casas de Lei da nação para que encontrem formas de alterar, revogar as leis contrárias ao povo de Deus.

PROCLAME:

  • “A sorte se lança no regaço, mas do Senhor procede toda a determinação”. Provérbios 16:33.
  • “A sorte faz cessar os pleitos, e faz separação entre os poderosos”. Provérbios 18:18.

4 – PROFETIZANDO O MANDADO DE ESTER (Igreja nas Casas de Governo e de Leis )

Profetize: Êxito na estratégia do Reino de Deus sobre o Brasil nesta geração, família, estado e cidade.

Ester 9:32 – “E o mandado de Ester estabeleceu os sucessos daquele Purim; e escreveu-se no livro”.

Profetize: Uma nova autoridade será manifesta em documentos governamentais redigidos pela Igreja nesta estação.

Ester 9:29 – “Então a rainha Ester, filha de Abiail, e Mardoqueu, o judeu, escreveram com toda autoridade uma segunda vez, para confirmar a carta a respeito de Purim.”

Ester 9:26 – “Por isso àqueles dias chamam Purim, do nome Pur; assim também por causa de todas as palavras daquela carta, e do que viram sobre isso, e do que lhes tinha sucedido”.

Profetize: A Igreja vai discernir os tempos oportunos para fazer clamor com jejum para cobrir o seu destino dentro das nações e vitória em cada geração contra a Babilônia.

Ester 9:31 – “Para confirmarem estes dias de Purim nos seus tempos determinados, como Mardoqueu, o judeu, e a rainha Ester lhes tinham estabelecido, e como eles mesmos já o tinham estabelecido sobre si e sobre a sua descendência, acerca do jejum e do seu clamor”.

Profetize: A Igreja guardará a memória em cada geração, família, estado e cidade da guerra e vitória do Senhor contra o anticristo.

Ester 9:28 – “E que estes dias seriam lembrados e guardados em cada geração, família, província e cidade, e que esses dias de Purim não fossem revogados entre os judeus, e que a memória deles nunca teria fim entre os de sua descendência”.

Profetize: Assim como Ester, a Igreja não se deixará ser seduzida pelo erro se afastando do propósito para o seu povo neste tempo. As ofertas dos reinos deste mundo não serão suficientes para cobrir a grandeza do propósito que o Senhor tem para a Igreja, nesta nação.

“Então o rei lhe disse: Que é que queres, rainha Ester, ou qual é a tua petição? Até metade do reino se te dará. E disse Ester: Se parecer bem ao rei, venha hoje com Hamã ao banquete que lhe tenho preparado”. Ester 5:3 e 4, 6 a 8. 7:2 e 3 – Por três vezes ela resiste a oferta.

5 – O MANDADO DE ESTER

Leia Ester 4:10 a 17.

Estratégia: 6 a 8 de Setembro levantar adoração (7hs ou 12hs) nos lugares de governo (casa de leis, de governo e de justiça ou arredores delas), onde for acessível.

6 – A VINGANÇA É DO SENHOR CONTRA OS NOSSOS INIMIGOS

  • Decrete em sua vida que você é uma arma secreta de Deus para ver os seus inimigos espirituais (veja Efésios 6:12) enforcados nas próprias forcas que haviam preparado para você!
  • Oramos por pessoas envolvidas com o espírito do anticristo que se arrependam de seus pecados e alianças com o mal, deixem toda injustiça e andem pelo caminho da retidão.
  • Oramos pedindo o julgamento do inimigo e dos planos malignos contra o povo de Deus.

7 – ESTABELECEMOS JUIZOS CONTRA OS PLANOS MALIGNOS

Salmos 7:16 – “Assim, sua maldade se voltará contra ele e sobre a própria cabeça cairá sua violência”.

Salmos 109:17 e 18 – “A maldição, que ele tanto amou, veio sobre ele; a bênção, a que ele não deu preferência, dele se afasto […]”.

Salmos 140:9 – “Recaia sobre a cabeça dos que me ameaçam toda a malignidade que suas bocas proferiram”.

Salmos 141:10 –  Caiam todos os ímpios em sua própria rede, enquanto eu prossigo ileso meu caminho!”.

Mateus 21:44 – “Todo aquele que cair sobre esta pedra se arrebentará em pedaços; e aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó!”.

8 – DESPOJOS DA GUERRA PELO GOVERNO DE DEUS NO BRASIL

Leia Ester 8:1-14.

Profetize :

  • Chegou o tempo imediato de restauração da ordem divina na nação brasileira.
  • O saque dos bens pelo Mais Valente, Cristo nosso Senhor nos dá autoridade como Igreja sobre os bens que estavam presos com o valente Hamã, do inimigo do povo de Deus.
  • Ativamos avanço e nova influência, ocupação da mobilização (Mardoqueu), aqueles que lutam pela ordem divina nas casas  de governo e leis das nações.  As autoridades públicas conhecerão que há um trabalho oculto que traz frutos a luz do dia na ordem divina.
  • O Senhor honra àqueles que são dEle. Por fim, Deus honrou ao Seu povo, que ganhou o direito de se defender e derrotar os inimigos. Assim, a existência do povo de Deus seja preservada. Os planos do inimigo sejam destruídos!

Decrete hoje mesmo que a Igreja guardará a memória em cada geração, família, estado e cidade da guerra e vitória do Senhor contra o anticristo, contra os amalequitas.

CONCLUSÃO

  • Deus jamais abandonará o seu Povo e sim pelejará com ele e por ele.
  • O poder de Deus sempre sobrepujará o poder do inimigo.
  • A intercessão faz a história e acelera o cumprimento da Palavra de Deus aqui na terra.
  • Os decretos que Deus emitir em sua vida, família, geração, cidade, estado, nação, serão sempre superiores aos decretos do inimigo.
  • Ore pela paz em Jerusalém.

Por um Brasil de Joelhos,

Hudson Medeiros
Mobilizador

Trackback URL: http://brasildejoelhos.org/bj/mandado-de-ester-igreja/trackback/